Brexit: Itália quer recuperar Agência Europeia de Medicamentos

Roma, 24 Jun 2016 (AFP) - Depois do Brexit, a Itália tem "todas las cartas a seu favor" para se transformar a nova sede da Agência Europeia de Medicamentos (European Medicines Agency, EMA), atualmente sediada em Londres, afirmou nesta sexta-feira o presidente das indústrias farmacêuticas italianas.

"A propósito da EMA, a Itália tem todas as cartas a seu favor para se transformar na (nova) sede", afirmou em um comunicado o presidente da Famindustria, Massimo Scaccabarozzi.

A saída do Reino Unido da União Europeia terá "consequências no setor farmacêutico, por isso é necessário que se analisem rapidamente para tomar as medidas adequadas, mantendo sempre o paciente no centro do processo", acrescentou o comunicado.

A EMA se encarrega sobretudo de autorizar de forma rápida o acesso a novos medicamentos, lembra.

Há vários fatores que jogam a favor da Itália como futura sede da EMA, afirmou Scaccabarozzi, que ressaltou que a indústria farmacêutica italiana é "de primeira linha na Europa".

A Itália investe até 1,4 bilhão em pesquisa, dos quais 700 milhões são para estudos clínicos, afirmou o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos