PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Dirigentes europeus alertam que não pode haver uma 'UE à la carte'

29/06/2016 09h38

Bruxelas, 29 Jun 2016 (AFP) - Os 27 chefes de Estado e de Governo da União Europeia, reunidos nesta quarta-feira, deixaram "claro como água" que o acesso ao mercado interno implica o respeito a quatro liberdades, incluindo a liberdade de movimento, afirmou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

"Não haverá um mercado único à la carte", destacou Tusk.

Os dirigentes europeus também decidiram que se reunirão em 16 de setembro, em Bratislava, para uma cúpula que decidirá o futuro da UE sem o Reino Unido.

"As primeiras discussões pós-Brexit não permitiram tirar conclusões, por isso os 27 membros vão se reunir para uma reflexão em 16 setembro, em Bratislava, para prosseguir com as conversas", acrescentou Tusk.

Internacional