Boris Johnson anuncia que não disputará cargo de David Cameron

Londres, 30 Jun 2016 (AFP) - O líder da campanha para tirar o Reino Unido da União Europeia, Boris Johnson, anunciou nesta quinta-feira que não será candidato a suceder David Cameron à frente do governo e do Partido Conservador.

"Depois de consultar meus colegas e diante da situação no Parlamento, eu não posso ser esta pessoa", disse Johnson em um discurso em Londres, depois de enumerar os desafios esperados do novo primeiro-ministro britânico, e horas após o ministro da Justiça, Michael Gove, apresentar sua candidatura.

Assim, Johnson desiste de enfrentar seu velho aliado e a maior parte de um partido que o desaprova por ter acabado com a carreira de David Cameron.

A divisão no campo Brexit abre caminho para a ministra do Interior, Theresa May, partidária da UE, mas pouco exposta durante a campanha, que também oficializou sua candidatura.

Como há mais de um candidato, os deputados elegerão dois finalistas. Ambos serão, então, submetidos ao voto dos 150.000 afiliados. No dia 9 de setembro será conhecido o novo líder conservador e primeiro-ministro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos