Manifestantes pedem novo referendo sobre independência da Escócia

Glasgow, 30 Jul 2016 (AFP) - Entre 3.000 e 4.000 pessoas marcharam neste sábado em Glasgow para exigir um segundo referendo sobre a independência da Escócia, depois da decisão dos britânicos de abandonar a União Europeia (UE), constatou um fotógrafo da AFP.

No referendo de 23 de junho, 62% dos escoceses votaram a favor de prosseguir na UE, diferentemente da Inglaterra e de Gales, onde a opção do Brexit venceu.

A primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, declarou um dia após a consulta que a questão de um novo referendo sobre a independência estava "sobre a mesa", depois do realizado em 2014, quando os independentistas perderam.

"Se considerarmos que nossos interesses não podem ser protegidos no contexto do Reino Unido, a independência deve ser uma das opções" possíveis, reiterou na segunda-feira a chefe do Partido Nacional Escocês (SNP).

Em setembro de 2014, em uma primeira consulta pela independência, os escoceses votaram em 55,3% a favor de permanecer no Reino Unido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos