Mais 9.000 mortos, incluindo 3.800 civis, em um ano de ataques russos na Síria

Beirute, 30 Set 2016 (AFP) - Mais de 9.300 pessoas, incluindo 3.800 civis, morreram nos ataques russos na Síria desde o início da intervenção militar de Moscou há exatamente um ano, informou nesta sexta-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Desde 30 de setembro de 2015, os ataques russos deixaram 9.364 mortos, entre eles 3.804 civis, 2.746 combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI) e 2.814 milicianos dos outros grupos rebeldes e islamitas que lutam contra o regime do presidente sírio Bashar al-Assad, segundo o OSDH.

A ONG, que tem sede na Grã-Bretanha, conta com uma ampla rede de fontes médicas, militares e civis na Síria.

Apesar dos apelos internacionais dos últimos dias pelo fim dos ataques, sobretudo na cidade de Aleppo, no norte do país, a Rússia afirmou que continuará com os bombardeios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos