Disparos entre Índia e Paquistão deixam quatro mortos

Islamabad, 24 Out 2016 (AFP) - Duas crianças, assim como outro civil e um soldado, morreram nesta segunda-feira por disparos transfronteiriços entre Índia e Paquistão, indicaram autoridades dos dois países, cujas relações estão particularmente tensas nas últimas semanas.

O exército paquistanês indicou que uma menina de 18 meses e outro civil morreram do seu lado da fronteira por "disparos não provocados" do exército indiano.

Estes disparos feriram outros civis, segundo um comunicado militar paquistanês. Acrescentou que ocorreram na fronteira entre a parte da Caxemira ocupada pela Índia e a Penyab paquistanesa.

Segundo a polícia indiana, os tiroteios ocorreram cedo nesta segunda-feira diante do setor Pura, do lado indiano, custando a vida de um guarda fronteiriço indiano e de um menino de seis anos.

O guarda das Forças de segurança fronteiriça (BSF) morreu devido aos ferimentos causados por um estilhaço deixado por um disparo dos Rangers paquistaneses, indicou à AFP um oficial da polícia indiana, Danish Rana.

As relações entre as duas potências nucleares se degradaram nos últimos meses, especialmente depois do ataque que deixou 19 mortos em setembro passado em uma base militar indiana na Caxemira, atribuída por Nova Déli a extremistas paquistaneses.

Índia e Paquistão reivindicam cada um a integralidade da Caxemira.

mmg-pzb/cnp/ahe/pt/eg/me/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos