Petraeus, ex-chefe da CIA, diz estar pronto para servir no governo Trump

Washington, 23 Nov 2016 (AFP) - David Petraeus, o general reformado que dirigiu a CIA (a agência de Inteligência americana) até sua renúncia forçada em 2012 por ter compartilhado documentos secretos com a amante, disse nesta quarta-feira (23) estar preparado para servir na administração de Donald Trump.

Citado como possível candidato ao posto de secretário de Estado, Petraeus, de 64, declarou à rede BBC: "Se pedem a você, tem de servir. É preciso pôr de lado todas as reservas que você possa ter tido com a retórica da campanha e tentar encontrar o que é bom para o país".

Ele não confirmou, porém, se o convite foi feito pela equipe de Trump.

Durante a campanha eleitoral, Petraeus criticou Donald Trump por suas polêmicas declarações sobre os muçulmanos e pela proposta de proibir sua entrada no país.

Considerado um dos mais brilhantes de sua geração, Petraeus lembrou que teve de aceitar a convocação do presidente Barack Obama para o Afeganistão, embora não fosse algo que desejasse. O general esteve à frente das guerras no Iraque e no Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos