Exército israelense diz ter matado quatro combatentes vinculados ao EI em Golã

Jerusalém, 27 Nov 2016 (AFP) - O exército israelense afirmou neste domingo ter matado quatro membros de um grupo relacionado ao Estado Islâmico (EI), que havia atacado seus homens na parte ocupada por Israel no Golã sírio.

Soldados israelenses foram alvo de disparos de armas automáticas e de obuses de morteiro por parte de membros da Brigada dos Mártires de Yarmuk, informou à AFP o porta-voz do exército Peter Lerner.

Os militares responderam com disparos e a aviação israelense matou quatro indivíduos, acrescentou Lerner. Nenhum militar foi ferido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos