Ex-presidente Cristina Kirchner presta homenagem a Fidel na embaixada de Cuba

Buenos Aires, 29 Nov 2016 (AFP) - A ex-presidente argentina Cristina Kirchner deu condolências nesta terça-feira diante da embaixada de Cuba em Buenos Aires pelo falecimento de Fidel Castro, na última sexta-feira, aos 90 anos.

"Foi-se o último líder moderno", disse Kirchner à imprensa na porta da sede diplomática onde se reuniu com o embaixador cubano, Orestes Pérez.

Kirchner considerou que Cuba vive "um momento de muita emoção e tristeza", e afirmou que o legado de Fidel "está à altura do de Mandela e Charles de Gaulle, os quais foram artífices dos processos mais transformadores e revolucionários do século XX".

"Somente os estúpidos podem discuti-lo ou negá-lo", afirmou.

Kirchner disse que junto com o embaixador recordou "momentos que compartilhamos na ilha e repassamos o que foi conquistado neste tempo de abertura".

"Vi o embaixador muito otimista em relação ao futuro de Cuba, muito seguro", comentou.

Segundo o que foi publicado depois em sua conta no Twitter, sua presença na embaixada teve o objetivo de "prestar homenagens" a Fidel Castro, pai da Revolução Cubana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos