CIA acredita que romper acordo nuclear com o Irã seria desastroso

Londres, 30 Nov 2016 (AFP) - Romper o acordo nuclear entre as grandes potências e o Irã, como prometeu o presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump, seria desastroso e um disparate, afirmou nesta terça-feira à BBC o diretor da CIA, John Brennan.

"Creio que seria desastroso. Em primeiro lugar, um governo romper um acordo do anterior não teria precedente, e poderá provocar uma corrida armamentista no Irã, que levaria outros países da zona a embarcar em seus próprios programas".

"Dessa forma, acho que seria um grande disparate que o próximo governo venha a romper o acordo".

Donald Trump não voltou a mencionar este tema desde que venceu as eleições, mas já escolheu o substituto de John Brennan, Mike Pompeo, um "falcão" da Câmara de Representantes muito crítico com relação ao Irã.

O futuro diretor da CIA escreveu no Twitter, um dia antes de sua nomeação, que pretendia "revisar este acordo desastroso com o grande patrocinador do terrorismo".

eg-al/app/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos