Porta-voz de Trump afirma que EUA devem reagir se outro país aumentar capacidade nuclear

Washington, 23 dez 2016 (AFP) - O governo de Donald Trump não permitirá que nenhum outro país aumente sua capacidade nuclear sem responder de maneira igual, afirmou o futuro porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, sem mencionar especificamente uma outra nação.

"Há países no mundo neste momento que falam de aumentar sua capacidade nuclear. Estados Unidos não ficarão sentados e deixarão que isto aconteça sem agir da mesma forma", disse Spicer ao canal CNN, antes de acrescentar que se referia a "qualquer país".

"Se outro país expandir (sua capacidade nuclear), os Estados Unidos atuarão da mesma forma".

Spicer respondeu desta forma à polêmica provocada por uma mensagem de Trump no Twitter na quinta-feira em que afirmou que Washington deveria "fortalecer e expandir" sua capacidade nuclear.

"O presidente (Trump) vai colocar a segurança de nossa nação em primeiro lugar. Cada americano deve entender que não será um presidente passivo. Será ativo e a segurança será o aspecto número um", disse o futuro porta-voz.

Ao ser questionado se Trump estava disposto a utilizar armas nucleares, Spicer disse que o presidente eleito "não está retirando nada da mesa. Mas não vai olhar sentado e deixar que outro países atuem".

Trump publicou a mensagem no Twitter pouco depois do presidente russo Vladimir Putin, de acordo com fontes russas, ter ordenado na quinta-feira o reforço em 2017 da capacidade nuclear de seu país com mísseis capazes de atravessar qualquer escudo.

Nesta sexta-feira, Putin afirmou que não vê "nada inusual" na posição declarada por Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos