Suposto autor de atentado de Berlim havia jurado lealdade ao EI em um vídeo

Cairo, 23 dez 2016 (AFP) - Anis Amri, a quem o grupo Estado Islâmico atribui a autoria do atentado que matou 12 pessoas em uma feria de Natal de Berlim, havia jurado lealdade ao EI em um vídeo divulgado nesta sexta-feira pela agência de notícias Amaq, vinculada à organização extremista.

A gravação mostra o tunisiano Anis Amri, principal suspeito do ataque, que foi morto nesta sexta-feira em Milão pela polícia italiana, jurando lealdade ao líder do EI, Abu Bakr Al Bagdadi.

O homem, que aparece de pé e vestido com um abrigo sobre o que parece ser uma passarela sobre um rio, fala diretamente para a câmera. Explica sua intenção de vingar os muçulmanos vítimas de bombardeios aéreos e pede ataques aos "cruzados".

A data e o local da gravação, que dura três minutos, não foram revelados.

Antes de divulgar o vídeo, também nesta sexta-feira, a Amaq informou em um comunicado que o homem morto em Milão pela polícia italiana era o autor do ataque de Berlim.

bur-mm/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos