Natal sob forte esquema de segurança na França

Paris, 24 dez 2016 (AFP) - Mais de 90.000 policiais, gendarmes e soldados foram mobilizados na França neste fim de semana para garantir a segurança do Natal em um contexto de elevada ameaça terrorista, menos de uma semana após o ataque extremista a um mercado natalino em Berlim.

"O ataque de Berlim (na segunda-feira à noite na capital da Alemanha) faz lembrar a todos os prefeitos a necessidade de conduzir novas reavaliações, monitorar todos os mercados de Natal e todas as missas da meia-noite para garantir a segurança de todos", comentou o diretor-geral da polícia francesa, Jean-Marc Falcone.

O risco de um ataque no dia que os cristãos celebram o nascimento de Jesus, o que teria um forte apelo simbólico para os extremistas islâmicos, existe, mesmo que "não haja elementos formais" de uma ameaça específica, acrescentou, em entrevista publicada neste sábado no Journal du Dimanche.

Não menos do que 91.000 membros das forças de segurança foram mobilizados neste sábado e domingo em todo o território francês.

Na catedral de Estrasburgo (leste do país), a missa de sábado à noite obedecerá a rigorosas medidas de segurança: verificações, revistas, acesso e lugares limitados.

"Para as missas de Natal mais frequentadas, identificadas em algumas cidades, teremos não só a presença da polícia, mas uma capacidade de resposta quase imediata", garantiu o diretor da polícia francesa.

Um esforço recebido de forma favorável por Dom Dominique Lebrun, arcebispo de Rouen (noroeste), porque deve acalmar as preocupações de alguns fiéis.

No entanto, será "impossível proteger todas as igrejas", comentou à rádio RTL, citando o ataque contra a igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, uma pequena localidade perto de Rouen, quando um padre foi assassinado degolado no final de julho por dois jihadistas que juraram lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico.

Em Lille (norte), onde 1.250 agentes estão mobilizados, "um dispositivo sem precedentes" foi criado, de acordo com as autoridades locais. Blocos de concreto de uma tonelada foram colocados em pontos estratégicos do centro da cidade e nos arredores do grande centro comercial Euralille.

A França foi atingida desde janeiro de 2015 por uma série sem precedentes de ataques terroristas que mataram 238 pessoas. Este ano, dezessete projetos de atentados foram frustrados, recordou na sexta-feira o ministro do Interior, Bruno Le Roux.

burs-jf/epe/blb/Rap/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos