Trezentos migrantes entram na Espanha pela cerca de Ceuta

Madri, 20 Fev 2017 (AFP) - Cerca de 300 migrantes forçaram a cerca em torno do enclave espanhol de Ceuta, no Marrocos, três dias depois de uma entrada maciça de 498 pessoas, indicou a delegação do governo.

Várias centenas de jovens migrantes de origem africana forçaram a cerca de seis metros que rodeia Ceuta, indicou a fonte. Depois de forçar a cerca, os migrantes subsaarianos festejaram gritando "obrigado, Senhor" e "estou na Europa", de acordo com as imagens captadas pelo jornal local El Faro de Ceuta.

A vigilância desta fronteira terrestre de 8 quilômetros de extensão é realizada por Espanha e Marrocos, mas este último não goza de excelentes relações com Bruxelas e deu a entender que poderia relaxar seu controle sobre os migrantes.

A entrada de migrantes desta segunda-feira coincide com uma cúpula bilateral franco-espanhola em Málaga, no sul da Espanha.

Nas ruas, alguns dos jovens que chegaram até Ceuta beijavam o chão gritando "Viva a Espanha!". Vários estavam feridos, com as mãos ou os pés ensanguentados e as roupas rasgadas.

O ataque coletivo à cerca ocorreu às 03h30 locais (02h00 de Brasília), indicou à AFP um porta-voz da Guarda Civil. "Entraram 300, o dobro tentou" forçar a fronteira, acrescentou.

"Está confirmado", se limitou a indicar à AFP uma fonte da delegação do governo em Ceuta.

Na sexta-feira, esta instituição indicou que 498 migrantes conseguiram forçar a cerca dos 700 que tentaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos