Vários detidos em centro de adoção na Índia por tráfico de crianças

Calcutá, 21 Fev 2017 (AFP) - Os responsáveis de um centro de adoção foram detidos sob suspeita de terem vendido ao menos 17 crianças a estrangeiros, anunciou nesta terça-feira a polícia indiana.

Segundo os investigadores, várias crianças de entre seis meses e 14 anos foram vendidas a casais de Europa, Estados Unidos e Ásia por somas que oscilam entre 11.500 e 22.000 euros.

A polícia do estado de Bengala Ocidental (oeste) deteve no fim de semana Chandana Chakraborty, diretora do centro Bimala Sishu Griha, e seu número dois, Sonlai Mondal.

"Ao longo dos últimos dois ou três anos, venderam ao menos 17 crianças", declarou à AFP um policial que pediu o anonimato.

Um casal francês pagou 1,5 milhão de rúpias (22.000 euros) para adotar uma criança, disse.

"Vamos contactar os casais e prevemos mais prisões nos próximos dias", acrescentou o agente.

As forças de segurança vigiavam a organização desde junho, depois que os serviços de proteção da infância detectaram irregularidades nos registros.

A Índia, com 30 milhões de órfãos, tem regras de adoção rígidas aos estrangeiros.

str-ja/cc/amd/pt/erl/mb/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos