José Serra apresenta renúncia por 'problemas de saúde'

Brasília, 23 Fev 2017 (AFP) - O ministro das Relações Exteriores, José Serra, apresentou sua renúncia nesta quarta-feira (22), em carta enviada ao presidente Michel Temer, na qual alegou "problemas de saúde" para justificar sua decisão.

Serra, de 74 anos, pediu sua "exoneração do cargo (...) com tristeza, mas em razão de problemas de saúde" que, informou, são de conhecimento do presidente, e que lhe "impedem de manter o ritmo de viagens internacionais inerentes à função de Chanceler", diz a carta divulgada pelo Palácio do Planalto.

"Isto sem mencionar as dificuldades para o trabalho do dia a dia", prosseguiu este político, que foi ministro da Saúde de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e duas vezes candidato à Presidência, derrotado em 2002 por Luiz Inácio Lula da Silva, e em 2010 por Dilma Rousseff.

"Segundo os médicos, o tempo de restabelecimento adequado é de pelo menos quatro meses", acrescentou Serra, sem dar mais detalhes sobre a enfermidade de que padece.

Em dezembro, Serra foi operado da coluna no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, estado que governou de 2007 a 2010.

O jornal Folha de S. Paulo noticiou que, por causa dessa lesão, a equipe médica que o atendia o teria proibido de viajar de avião durante quatro meses por risco de sofrer lesão na medula.

Desde maio, quando substituiu interinamente a presidente afastada Dilma Rousseff, finalmente destituída por manipular as contas públicas, Temer perdeu sete proeminentes figuras de sua administração: seis ministros e um assessor próximo por desavenças internas, acusações de corrupção e, agora, por problemas de saúde.

Até agora, deixaram o governo os ministros Romero Jucá (Planejamento); Fabiano Silveira (Transparência, Fiscalização e Controle); Henrique Alves (Turismo); Marcelo Calero (Cultura); além de Fábio Medina Osório (Advocacia-Geral da União), e um de seus principais articuladores políticos, o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).

mel-csc/js/cd/mvv/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos