ONU suspende diretor de escola de Gaza após pedido de Israel

Jerusalém, 26 Fev 2017 (AFP) - A Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (UNRWA) anunciou neste domingo a suspensão do diretor de uma de suas escolas em Gaza, acusado de ser um membro atuante do movimento islamita Hamas, que controla aquela região palestina.

A UNRWA informou que tomou a decisão antes de uma reclamação pública das autoridades de Israel, que lhe pediram que demitisse Suhail al-Hindi, que também é chefe da associação de trabalhadores palestinos da agência da ONU.

"Antes da mensagem (das autoridades israelenses), recebemos informações substanciais de várias fontes que nos levaram a suspender Suhail al-Hindi até o resultado de nossa investigação", assinalou o porta-voz da agência, Chris Gunness.

O Cogat, órgão do Ministério da Defesa que coordena as atividades israelenses nos Territórios Palestinos, informou que Suhail al-Hindi foi nomeado para a direção do Hamas em uma eleição interna realizada no último dia 13.

Foi eleito "responsável do alto escalão para a região de Jabaliya", no norte da Faixa de Gaza, informou o Gogat. "Também está à frente da associação de trabalhadores palestinos da UNRWA desde 2012, e de uma escola primária em Gaza" administrada pela agência.

"Devido à gravidade da situação, o chefe do Cogat, general Yoav Mordechai, pediu à UNRWA que demitisse Hindi imediatamente", acrescentou.

O Ministério das Relações Exteriores de Israel fez a mesma acusação na última quinta-feira em sua conta no Twitter. No dia seguinte, a UNRWA negou a informação, alegando falta de provas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos