Paquistão constrói barreira em sua fronteira com o Afeganistão

Islamabad, 27 Mar 2017 (AFP) - O Paquistão anunciou a construção de uma barreira ao longo de sua fronteira com o Afeganistão com o objetivo de impedir a circulação de insurgentes armados, uma iniciativa fortemente criticada por Cabul.

Os dois países são separados por uma fronteira de 2.400 quilômetros chamada Linha Durand, nome do diplomata britânico que a traçou em 1896, muito discutida por Cabul, que não a reconhece como uma fronteira internacional.

Essa linha atravessa territórios de ambos os lados habitados por comunidades de pachtuns.

Afeganistão e Paquistão se acusam mutuamente de abrigar insurgentes para ataques transfronteiriços.

No ano passado, o Paquistão cavou uma trincheira de 1.100 km ao longo da parte sul da fronteira. A parte em que está construindo a barreira começa nas áreas tribais do norte de Mohmand e Bajaur, onde as obras começaram neste fim de semana, de acordo com o exército paquistanês.

"É a primeira vez que iniciamos a construção oficial de uma barreira com o apoio do governo. As tentativas anteriores (...) foram locais", declarou nesta segunda-feira uma fonte dos serviços de segurança.

Um porta-voz do ministério do Interior afegão, Najib Danish, denunciou esta decisão, afirmando que seu governo não constatou que havia obras em andamento.

As barreiras podem perturbar a vida quotidiana das comunidades que sempre viveram entre os dois países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos