Justiça antiterror abre investigação sobre tiroteio na Champs Elysées

Paris, 20 Abr 2017 (AFP) - A seção antiterrorista do Ministério Público de Paris abriu uma investigação sobre o tiroteio registrado na noite desta quinta-feira na avenida Champs Elysées, na capital francesa, no qual um policial e o atacante morreram, informou o MP.

O primeiro-ministro francês, Bernard Cazeneuve, dirigiu-se ao Palácio do Eliseu, para se reunir com o presidente François Hollande e abordar o tiroteio, ocorrido a três dias do primeiro turno das eleições presidenciais. A França, em estado de urgência, sofre, desde 2015, uma onda de atentados sem precedentes praticados por extremistas islâmicos que já deixou 238 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos