NSA reduzirá espionagem nos EUA

Washington, 29 Abr 2017 (AFP) - A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) anunciou, nesta sexta-feira (28), que pôs fim à sua polêmica prática de revisar os e-mails e os torpedos por celulares (SMS) enviados pelos americanos para o exterior a uma pessoa sob vigilância.

Embora possa realizar essa prática sem problemas legais, a NSA disse que vai abandoná-la para proteger a vida privada dos cidadãos.

"A NSA deixará de recuperar algumas comunicações na Internet que façam menção a apenas um alvo estrangeiro" dos serviços de Inteligência, disse um comunicado.

A Agência está autorizada a revisar as comunicações de estrangeiros, mas não as dos americanos, exceto em situações específicas e caso a Justiça permita.

Também tem direito a examinar os e-mails e as mensagens de celulares de um cidadão americano enviados fora dos Estados Unidos, se uma pessoa sob vigilância for especificamente mencionada.

Essa prática levantou fortes críticas de organizações de defesa dos direitos civis, sob a alegação de que viola princípios da Constituição americana.

A NSA disse que decidiu abandoná-la de maneira voluntária, observando, ainda assim, que ao fazer isso perderá o acesso a informações importantes em matéria de luta contra a ciberpirataria e o terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos