Explosão de homem-bomba deixa 12 mortos em Mossul

Mossul, Iraque, 23 Jun 2017 (AFP) - O atentado de um homem-bomba matou doze civis que tentavam fugir da cidade antiga de Mossul, onde as tropas iraquianas estão em ofensiva contra o grupo radical Estado Islâmico (EI), informaram fonte militares.

"Há 12 mortos e mais de 20 feridos em nosso hospital, entre mulheres e crianças", disse à AFP Ahmed Hashem, médico militar do exército iraquiano.

O atentado aconteceu no bairro Mashahda, na cidade antiga.

"O homem-bomba se infiltrou num grupo de pessoas desabrigadas e explodiu no meio delas, antes da chegada de nossas tropas", declarou um coronel da 16ª divisão de infantaria. Ele explicou que, como a região do ataque não está inteiramente sob controle, eles ainda não têm um balanço definitivo do número de vítimas.

Milhares de civis fugiram da cidade antiga de Mossul desde que as tropas iraquianas investiram contra o último reduto do EI no último domingo. Cerca de 100 mil pessoas seguem presas da região e são usadas pelos radicais como "escudos humanos" contra os militares iraquianos.

Além deste ataque, outro homem-bomba matou oito civis e um soldado na cidade de Al Baghdadi, às margens do rio Eufrates. O autor fazia parte de um grupo de quatro atacantes que se infiltraram no bairro dos mártires.

"As forças armadas conseguiram matar os três homens-bomba após cercá-los em uma casa e acionar a tiros seus coletes explosivos", relatou um oficial.

"O quarto conseguiu se esconder e explodiu logo em seguida, entre civis e soldados", contou o agente por telefone à AFP, em Habbaniyah, província de Al Anbar.

emd-ar/jmm/cmk/iw/jz7me/ll

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos