Cuba condena 'ataques terroristas' na Venezuela e silêncio da OEA

Havana, 29 Jun 2017 (AFP) - Cuba condenou nesta quarta-feira os "ataques terroristas" contra a Suprema Corte e o ministério do Interior da Venezuela, denunciados pelo presidente Nicolás Maduro, e o silêncio "cúmplice" da OEA sobre esses fatos.

"Cuba condena energicamente os ataques terroristas ocorridos em Caracas contra o Supremo e o Ministério do Poder Popular para as Relações Interiores, Justiça e Paz", afirmou uma declaração da chancelaria cubana, lida no noticiário da televisão estatal.

"Não surpreende que a Organização dos Estados Americanos (OEA) e seu secretário-geral se tornem, com seu silêncio, cúmplices do ocorrido e do que possa ocorrer".

"É injustificável que alguns governos e figuras políticas, em vez de expressar uma oposição firme e direta a esses atos terroristas e golpistas, os apresentem como uma suposta rebelião policial".

"Cuba rejeita totalmente o uso do terrorismo e da ingerência externa na Venezuela, uma vez que reitera sua mais firme solidariedade com a Revolução Bolivariana e seus líderes".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos