Homens-bomba atacam durante operação do exército no Líbano

Beirute, 1 Jul 2017 (AFP) - Cinco pessoas detonaram cargas explosivas presas aos corpos na madrugada desta sexta-feira quando o exército libanês realizava uma operação em dois campos de refugiados na região nordeste do país, ações que deixaram uma menina morta e sete militares feridos.

O comando militar informou que as operações prosseguem para "deter terroristas e confiscar armas" nos dois campos da região de Aarsal, perto da fronteira com a Síria.

"Durante as operações no campo de Al-Nur, um homem-bomba detonou o cinturão de explosivos na chegada de uma unidade do exército. Uma menina morreu e três soldados ficaram feridos", informou o comando militar.

A menina, filha de refugiados, tinha dois anos e meio, segundo uma fonte médica.

Mais três homens-bomba atuaram no local, mas não deixaram feridos.

O exército confiscou quatro artefatos explosivos, de acordo com um comunicado.

Em Al-Qariya, outro campo de refugiados da região de Aarsal, "um dos terroristas detonou um cinturão de explosivos, sem deixar ferido".

Quatro soldados ficaram feridos, no entanto, depois que "outro terrorista lançou uma granada", segundo o comunicado.

A guerra na Síria, iniciada em 2011, também tem consequências no Líbano, onde a zona de fronteira é cenário de confrontos entre o exército e grupos extremistas, entre eles o Estado Islâmico (EI).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos