PUBLICIDADE
Topo

Oficial próximo de Trump tenta intimidar repórter e ofende funcionários da Casa Branca

Foto: JIM WATSON / AFP
Imagem: Foto: JIM WATSON / AFP

Em Washington

27/07/2017 21h26Atualizada em 28/07/2017 07h32

O diretor de Comunicações da Casa Branca, Anthony Scaramucci, lançou fortes ataques aos seus colegas de alto escalão, descrevendo um deles como um "esquizofrênico paranoico".

Em conversa com um repórter da New Yorker na quarta-feira, Scaramucci vociferou contra o chefe de gabinete, Reince Priebus, e contra o diretor estratégico da Casa Branca, Steve Bannon.

"Reince é um esquizofrênico paranoico de merda, um paranoico", respondeu Scaramucci, com xingamentos, ao acusar o chefe de gabinete pelos vazamentos de informações.

"Eles estão tentando me afrontar, mas não vai funcionar", disse, acrescentando que Priebus logo irá pedir demissão.

Mirando no estrategista-chefe de Trump, Scaramucci deixou claro que acredita que Bannon está trabalhando na Casa Branca para atender aos próprios interesses, usando uma linguagem particularmente ofensiva.

"Não sou Steve Bannon, não estou tentando chupar meu próprio pau", continuou. "Não estou tentando construir minha imagem a partir da porra da força do presidente. Estou aqui para servir o país".

Scaramucci, milionário do ramo das finanças de Nova York, chegou à Casa Branca prometendo servir aos interesses de Trump e ajudar a ajeitar uma administração oscilante.

Mas as revelações suscitam perguntas sobre se o seu mandato na Casa Branca será longo.

Scaramucci não se desculpou pelas ofensas, mas disse que tentará ter cuidado com sua linguagem no futuro.

"Algumas vezes uso uma linguagem forte e vou evitar isto, mas não desistirei da apaixonada luta pela agenda de @realDonaldTrump", tuitou.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, admitiu que Scaramucci "utilizou uma linguagem forte, mas acredito não voltará a fazê-lo".

Internacional