PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Extrema-direita alemã registra novas deserções

26/09/2017 10h33

Berlim, 26 Set 2017 (AFP) - Vários dirigentes da extrema-direita alemã anunciaram nesta terça-feira que vão se afastar do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) por causa de sua evolução para o extremismo nas eleições.

O líder da AfD no estado regional de Renânia do Norte-Westfália (oeste), o mais povoado do país, Marcus Pretzell, informou que está deixando o partido e justificou sua decisão em uma entrevista ao Die Welt "por sua avaliação não muito otimista sobre a evolução da AfD".

Pretzell segue os passos de sua esposa, Frauke Petry, até agora uma das dirigentes do partido anti-imigração que causou surpresa e preocupou por seu avanço nas legislativas de domingo.

Petry não deseja fazer parte da bancada da AfD na Bundestag porque denuncia a radicalização do partido.

Petry e outros dirigentes da AfD do Parlamento regional da Saxônia (leste) também renunciaram a suas funções, em uma região na qual o partido obteve 27% dos votos, superando os conservadores da chanceler Angela Merkel.

Internacional