Israel isola Territórios Palestinos antes do Yom Kipur

Jerusalém, 28 Set 2017 (AFP) - O Exército israelense anunciou o isolamento dos Territórios Palestinos entre a meia-noite desta quinta-feira (18h00 de Brasília) e a meia-noite do sábado para a celebração do Yom Kipur, a festa judaica do Dia do Perdão.

As autoridades israelenses justificaram o isolamento, que costuma ser realizado em festividades judaicas, alegando motivos de segurança e temor de ataques.

Todos os pontos de passagem da Cisjordânia e da Faixa de Gaza serão fechados, salvo em "casos humanitários", durante estes dois dias, informou à AFP nesta quinta-feira um porta-voz do exército.

Os palestinos tampouco poderão entrar nas colônias israelenses da Cisjordânia, acrescentou o porta-voz.

Anteriormente, um porta-voz da Polícia tinha informado que o dispositivo de segurança estava pronto para o jejum do Yom Kipur, que começará na sexta-feira na última hora da tarde e se estenderá até o sábado à noite.

O porta-voz mencionou um deslocamento especial de patrulhas policiais "na Cidade Velha de Jerusalém e no Muro das Lamentações, onde são esperados milhares de visitantes durante o jejum".

O Muro das Lamentações fica junto da Esplanada das Mesquitas, o terceiro lugar santo do Islã e o mais sagrado dos judeus, que o chamam Monte do Templo. Está situado, como a Cidade Velha que o rodeia, em Jerusalém oriental, parte palestina desta cidade, mas anexada e ocupada por Israel.

Os serviços de segurança israelenses anunciaram na quinta-feira que haviam detido dois árabes-israelenses suspeitos de simpatizar com o grupo extremista Estado Islâmico (EI) e de planejar um atentado na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos