Quatro civis e um policial mortos em distúrbios na RD Congo

Goma, RD Congo, 30 Out 2017 (AFP) - Quatro civis e um policial morreram nesta segunda-feira em Goma, leste da República Democrática do Congo (RDC), à margem de uma manifestação para pedir a renúncia do presidente de Joseph Kabila no fim de 2017.

Um correspondente da AFP observou os corpos de quatro civis no bairro de Majengo, norte de Goma, capital de Kivu do Norte, enquanto o corpo de um policial apedrejado estava no chão, no bairro vizinho de Mabanga.

As circunstâncias das mortes ainda não foram determinadas.

O protesto foi organizado pelo Coletivo de Ações da Sociedade Civil (CASC).

A RDC enfrenta uma grave crise política pela permanência no poder do presidente Kabila, cujo mandato expirou no final de dezembro de 2016.

A Constituição proíbe uma nova candidatura, mas o presidente pode permanecer no poder até a organização de novas eleições.

A votação deveria acontecer até o fim do ano, segundo um acordo assinado pela maioria parlamentar e a oposição, mas a Comissão Eleitoral responsável por organizar o pleito só planeja convocar as eleições para 2019.

str-bmb/mbb/jhd/jvb.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos