Mulher confundida com May por Trump no Twitter espera desculpas

Londres, 30 Nov 2017 (AFP) - Uma britânica que, sem querer, na quarta-feira ganhou a atenção de meio mundo, quando o presidente americano, Donald Trump, a confundiu no Twitter com Theresa May, disse nesta quinta-feira (30) que espera um pedido de desculpas.

Theresa May Scrivener, que usou seu primeiro sobrenome para criar a conta @TheresaMay no Twitter em 2009, foi alvo de uma enxurrada de mensagens quando Trump se referiu a ela acreditando estar interagindo com a primeira-ministra britânica.

A mensagem "@TheresaMay, não se concentre em mim, se concentre no destrutivo terrorismo radical islâmico no Reino Unido" foi apagada pouco depois e substituída por outra com a conta correta (@theresa_may).

Mas a correção não foi suficientemente rápida para passar desapercebida.

"Se eu quisesse ser famosa teria ido para o X Factor" - um concurso televisivo -, disse Scrivener à agência de notícias britânica Press Association de sua casa em Bognor Regis, uma localidade costeira a sudoeste de Londres.

"É assustador pensar que o homem mais poderoso do mundo acabou apertando o botão errado", acrescentou.

"Estou esperando uma ligação de pedido de desculpas da Casa Branca", acrescentou.

"Ele tem que pensar antes de tuitar. Nós - Theresa May e eu - somos muito diferentes. Nossos perfis são completamente diferentes. Ela dirige o país e eu sou uma mãe de Bognor", continuou.

"E agora que disse o que tinha que dizer, espero que me deixem em paz", sentenciou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos