Mortes de animais exóticos causa alarme na Malásia

Kuala Lumpur, 28 dez 2017 (AFP) - As mortes de dois ursos-malaios e de uma anta na Malásia geraram alarme entre os defensores dos animais nesta quinta-feira, em um contexto de aumento do número de mortes de exemplares exóticos neste país de grande biodiversidade.

Um dos ursos-malaios e a anta morreram em acidentes de estrada no nordeste do país na noite de Natal. Os moradores locais que encontraram os restos da anta a esfolaram, disse o grupo de defesa do meio ambiente WWF.

Outro urso-malaio foi sacrificado e desmembrado. Partes do seu corpo foram localizadas à venda em um mercado do estado de Sarawak, na ilha de Bornéu, segundo a imprensa local.

"Apesar de todos os esforços de várias organizações e organismos governamentais, falhamos como nação na defesa da vida selvagem malaia", disse Dionysius Sharma, diretor executivo da WWF na Malásia.

"Se não tomarmos medidas drásticas para proteger nossa vida selvagem agora, será extinta em um futuro breve", advertiu.

Malásia, um país tropical e cheio de florestas, tem uma ampla variedade de fauna, desde orangotangos até pangolins, mas a quantidade de exemplares está em queda.

Muitos deles são alvo de caçadores ilegais, seu habitat diminui devido à ampliação das plantações e centenas morreram nas vias movimentadas à medida que o sistema rodoviário foi se expandindo em grande velocidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos