PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Secretário-geral da ONU lança "alerta vermelho" no mundo para 2018

António Guterres, secretário-geral da ONU - Foto: ONU/Jean-Marc Ferré
António Guterres, secretário-geral da ONU Imagem: Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

31/12/2017 15h21

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou este domingo (31) "um sinal de alerta: um alerta vermelho" pelos perigos que ameaçam o mundo em 2018 e pediu "unidade" para o novo ano.

"Quando assumi o cargo, há um ano, fiz um pedido para que 2017 fosse um ano de paz. Lamentavelmente, o mundo retrocedeu em aspectos fundamentais", lamentou Guterres em comunicado.

"Os conflitos agudos deram início a novos perigos. A ansiedade mundial em torno das armas nucleares está ao nível mais alto desde a Guerra Fria", recordou o líder da ONU, em referência a crise da Coreia do Norte.

"As mudanças climáticas estão avançando mais rápido que nossa resposta", "as desigualdades crescem" e "vemos terríveis violações dos direitos humanos", prosseguiu o ex-primeiro-ministro português, que lamentou o aumento do nacionalismo e da xenofobia.

"Os desafios são cada vez mais globais e, no entanto, os povos estão recuando cada vez mais em relação a si mesmos", disse Guterres.

"Podemos resolver os conflitos, superar o ódio e defender os valores compartilhados. Mas só podemos conseguir isso se fizermos isso juntos. A unidade é o caminho. Nosso futuro depende disso", insistiu o secretário da ONU em seu comunicado.

Internacional