May 'se diz 'consternada' por relatos de abusos em jantar empresarial

Londres, 25 Jan 2018 (AFP) - A primeira-ministra britânica Theresa May disse, nesta quinta-feira, estar "consternada" por relatos de assédio sexual em um jantar de caridade em Londres.

As recepcionistas do evento teriam sido apalpadas e recebido propostas sexuais enquanto trabalhavam no jantar no luxuoso Hotel Dorchester, na semana passada.

O evento exclusivo para homens recebeu 360 convidados - um deles integrante do governo -, atendidos por 130 recepcionistas, entre elas uma repórter disfarçada do Financial Times que revelou os abusos.

O jantar do Presidents Club é um evento anual que arrecada dinheiro para instituições de caridade.

"Eu francamente fiquei consternada. Achava que esse tipo de atitude, essa objetificação feminina, estivesse no passado", disse May à Bloomberg, do Fórum Econômico de Davos. "Vamos dar fim e erradicar essa atitude", prometeu.

O escândalo abalou o círculo do poder britânico. O empresário David Meller foi destituído de uma comissão do Ministério de Educação e o secretário de Família e Infância, Nadhim Zahawi, precisou dar explicações por ter participado do jantar. Ele se defendeu afirmando que deixou o evento cedo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos