UE pede à Venezuela que garanta eleições justas

Bruxelas, 26 Fev 2018 (AFP) - A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, pediu nesta segunda-feira à Venezuela que garanta a realização de eleições justas, reiterando que a União Europeia (UE) está pronta reagir em caso contrário.

"UE espera eleições livres e justas, a participação de todos os partidos políticos venezuelanos e uma composição revisada e equilibrada do Conselho Nacional Eleitoral", indicou Mogherini em coletiva de imprensa após uma reunião de chanceleres do bloco em Bruxelas.

Para a diplomata, que acredita que a Venezuela vive horas críticas, "ainda há tempo para tomar decisões formais para que as coisas possam ir na direção de garantir eleições confiáveis".

A UE está preocupada com a deterioração da situação na Venezuela, cujo presidente, Nicolás Maduro, antecipou a eleição presidencial para 22 de abril.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos