PUBLICIDADE
Topo

Internacional

TV estatal síria anuncia segundo acordo de evacuação de rebeldes em Ghuta Oriental

23/03/2018 10h41

Damasco, 23 Mar 2018 (AFP) - A televisão estatal síria anunciou nesta sexta-feira um segundo acordo de evacuação de um reduto rebelde em Ghuta Oriental, em um momento em que o regime de Damasco está a ponto de reconquistar os últimos setores em mãos dos insurgentes nesta área próxima da capital.

O acordo prevê a retirada de 7.000 pessoas, combatentes e suas famílias, especialmente as localidades de Zamalka, Arbin e Ain Tarma, controladas pelo grupo rebelde Faylaq al Rahman, que anunciou na quinta-feira um cessar-fogo visando a negociações com a Rússia, aliado do regime.

O grupo rebelde anunciou na quinta um cessar-fogo a partir da meia-noite para permitir negociações com a Rússia.

O anúncio ocorre após bombardeios aéreos, que nesta quinta-feira atingiram várias localidades na área controlada pelo Faylaq al Rahman. Nesta sexta, trinta e sete civis morreram na quinta-feira à noite em ataques aéreos russos na região de Arbin, um dos últimos redutos rebeldes de Ghuta Oriental, segundo um balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Apoiado por seu aliado russo, o governo de Bashar al-Assad lançou em 18 de fevereiro uma ofensiva mortal que permitiu reconquistar em Ghuta mais de 80% do último reduto insurgente às portas de Damasco.

Os territórios ainda nas mãos dos rebeldes, divididos em três setores isolados, são alvo de ataques diários que mataram mais de 1.500 civis desde 18 de fevereiro, segundo o OSDH.

Por meio da ONU "foi alcançado um acordo de cessar-fogo", disse à AFP o porta-voz do Faylaq al Rahman, Wael Olwan.

Esta trégua deve permitir a realização "de uma sessão de negociações finais" entre uma delegação local e a Rússia "para encontrar uma solução e uma saída, garantir a segurança dos civis e o fim do sofrimento, e garantir o fim desta guerra e destes bombardeios".

bur-tgg/thm/bpe/me/acc/cn

Internacional