PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Macron pede a Erdogan acesso humanitário total em Afrin

24/03/2018 09h45

Paris, 24 Mar 2018 (AFP) - O presidente francês, Emmanuel Macron, pediu ao colega turco, Recep Tayyip Erdogan, que "permita o pleno acesso de ajuda humanitária" a Afrin, enclave curdo do norte da Síria, onde a Turquia lançou uma ofensiva - de acordo com um comunicado divulgado pelo Eliseu neste sábado (24).

Em um telefonema a Erdogan na sexta-feira, Macron fez saber sua "preocupação" com essa ofensiva e "a necessidade de que permita o pleno acesso de ajuda humanitária à população civil".

Também pediu que dê prioridade absoluta à luta contra o Estado Islâmico, "que é, para a França, uma questão de Segurança Nacional", acrescentou a nota.

Ancara lançou em 20 de janeiro uma operação militar contra Afrin, no noroeste da Síria, para expulsar os milicianos curdos das Unidades de Proteção Popular (YPG). A milícia é considerada "terrorista" por Ancara, mas é uma aliada dos Estados Unidos na luta contra o Estado Islâmico.

Turquia e seus aliados rebeldes sírios assumiram o controle do enclave no domingo.

Na sexta, segundo uma fonte presidencial turca, Erdogan manifestou ao colega Macron seu "mal-estar" com a afirmação "sem fundamento" sobre a ofensiva nessa região síria.

O presidente turco então repetiu para Macron que a operação na Síria é para "afastar a ameaça contra a Segurança Nacional turca" e "garantir a paz" na região.

França e Turquia são membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar liderada por Washington.

Internacional