PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Saída de rebeldes sírios prossegue na região de Ghuta Oriental

30/03/2018 08h01

Damasco, 30 Mar 2018 (AFP) - Centenas de combatentes e civis embarcavam nesta sexta-feira nos ônibus que devem retirá-los de Ghuta Oriental, área nas proximidades de Damasco que já foi um bastião rebelde, pelo sétimo dia consecutivo, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Em uma semana, 31.890 pessoas - entre combatentes, familiares e outros civis - abandonaram este território que era controlado há alguns meses pelo grupo islamita Faylaq al-Rahman, de acordo com um balanço da agência oficial síria Sana.

A evacuação teve início em 24 de março, após um acordo entre o grupo insurgente e a Rússia, país aliado do regime sírio.

Depois de uma ofensiva de cinco semanas, que matou mais de 1.600 civis segundo o OSDH, os grupos rebeldes abandonam suas posições e seguem para a província de Idlib (noroeste), em sua maior parte sob controle insurgente.

O destino do último reduto rebelde em Ghuta Oriental, perto da grande cidade de Duma e controlado pelo grupo Jaish al-Islam, depende de negociações em curso.

Graças ao apoio militar da Rússia, o regime sírio reconquistou mais da metade do território do país na guerra em que enfrenta rebeldes e jihadistas desde 2011.

Internacional