Ministra do Supremo caminha para presidir Paraguai

Asunción, 30 Abr 2018 (AFP) -

A ministra da Suprema Corte de Justiça do Paraguai Alicia Pucheta anunciou nesta segunda-feira sua renúncia para assumir a vice-presidência, como parte do plano para dirigir interinamente o país.

Pucheta, 68 anos, deverá desempenhar o cargo de presidente interina do Paraguai - algo inédito para uma mulher no país - com a esperada renúncia do presidente em final de mandato, Horacio Cartes, para assumir uma cadeira no Senado.

A magistrada comandará o Executivo até a posse do presidente eleito, Mario Abdo Benítez, no dia 15 de agosto.

Cartes deve renunciar à presidência no final de maio, segundo fontes ligadas ao presidente.

"Analisei suficientemente a situação, conversei com minha família e refleti serenamente. Tomei a decisão de renunciar de maneira indeclinável como ministra da Suprema Corte", disse Pucheta em breve declaração à imprensa.

Nesta quarta-feira, o Senado deverá analisar a indicação de Pucheta para a vice-presidência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos