Líder da ultra-direita italiana alerta que não formará governo condicionado

Roma, 27 Mai 2018 (AFP) - O líder da extrema direita italiana alertou neste domingo (27) que se "os poderes fortes" e a União Europeia (UE) "colocarem condições" ou "vetos", uma coalizão de governo entre a Liga e o Movimento 5 Estrelas para guiar a Itália não será formada.

"Se o governo nascer com as condições e sob as ameaças da Europa, a Liga não fará parte dele", ameaçou Matteo Salvini, líder da Liga, que insiste em propor como ministro de Economia e Fazenda o economista Paolo Savona, conhecido eurocético, o que preocupa os mercados financeiros e as autoridades da UE.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos