Violência fez mais 11 mortos na quarta na Nicarágua

Manágua, 31 Mai 2018 (AFP) - Violentos protestos na Nicarágua deixaram pelo menos 11 mortos na quarta-feira, após confrontos entre grupos de oposição e de partidários do governo, informou nesta quinta-feira um órgão de direitos humanos, elevando a 98 o número de vítimas fatais desde 18 de abril.

O Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (CENIDH) detalhou em um relatório preliminar que os confrontos na quarta-feira fizeram 11 mortos por armas de fogo e 79 feridos nas cidades de Manágua, León e Masaya.

"Os agressores foram a polícia repressiva e as forças de choque" que respondem ao presidente Daniel Ortega e sua esposa e vice-presidente Rosario Murillo, segundo o relatório do CENIDH.

Durante os incidentes, as instalações da estação de rádio oficial Radio Ya e de uma cooperativa de crédito rural foram incendiadas, enquanto a fachada do estádio nacional de beisebol foi destruída.

O canal de oposição 100% Noticias e as estações de transmissão da rádio, em León, também foram atacados, informaram seus donos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos