PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump se reunirá com Elizabeth II e visitará casa onde Churchill nasceu

Al Drago-Pool/Getty Images
Imagem: Al Drago-Pool/Getty Images

06/07/2018 14h42

O presidente americano, Donald Trump, se reunirá com a primeira-ministra britânica, Theresa May, e com Elizabeth II, e jantará na casa onde nasceu Winston Churchill em sua visita na próxima semana ao Reino Unido.

"A primeira-ministra sempre disse que quer alcançar um ambicioso acordo comercial com os Estados Unidos. O comércio estará na agenda", afirmou a porta-voz de May em uma reunião informativa nesta sexta-feira (6).

Apesar de uma série de disputas diplomáticas com Washington, Londres pretende estreitar as relações comerciais bilaterais visando a saída da União Europeia no ano que vem.

"A visita de Trump é um momento importante para reconhecer a nossa estreita relação", acrescentou a porta-voz.

Trump chegará da cúpula da Otan em Bruxelas na quinta-feira e participará de um jantar de gala no Palácio de Blenheim, uma casa de campo perto de Oxford na qual, em 1874, nasceu Churchill, primeiro-ministro durante a Segunda Guerra Mundial.

O jantar, no qual Trump estará acompanhado pela primeira-dama Melania Trump, será precedido de uma cerimônia militar e contará com a presença de empresários.

O casal se hospedará em Winfield House, residência do embaixador dos Estados Unidos perto de Regent Park, em Londres.

Na sexta-feira, Trump e May visitarão um local que ainda não foi revelado e manterão um encontro em Chequers, mansão de campo da primeira-ministra.

Questionada se havia escolhido Chequers ao invés de Downing Street para evitar as manifestações de Londres, a porta-voz disse que não era o caso e que o local era melhor para "reuniões mais informais".

As conversas serão seguidas por uma entrevista coletiva, e Trump e sua esposa viajarão depois ao castelo de Windsor para se reunir com a rainha Elizabeth II.

Na sexta-feira, ao fim de todas as atividades, Trump e sua esposa irão para a Escócia passar o fim de semana, e no domingo viajarão para Helsinque para a cúpula de segunda-feira com o presidente russo, Vladimir Putin.

Internacional