PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA pede à Rússia 'libertação imediata' de cineasta ucraniano Oleg Sentsov

23/08/2018 19h06

Washington, 23 Ago 2018 (AFP) - O secretário americano de Estado, Mike Pompeo, pediu nesta quinta-feira ao chanceler russo, Serguei Lavrov, que "liberte imediatamente" o cineasta ucraniano Oleg Sentsov, em greve de fome a mais de 100 dias em uma prisão no norte da Rússia.

"O secretário destacou nossa preocupação com a saúde de Sentsov e exortou a Rússia a libertar imediatamente" o cineasta e "todos os presos políticos ucranianos", informou a porta-voz do departamento de Estado Heather Nauert.

Sentsov, um opositor de 42 anos considerado por Washington um "preso político", foi detido na Crimeia após a anexação desta província por Moscou em 2014, e permanece em uma prisão russa na região do Ártico sem perspectiva de libertação.

Em maio, o cineasta iniciou uma greve de fome para exigir a libertação de todos os presos políticos ucranianos na Rússia, e recebe apenas complementos alimentares administrados pelos agentes penitenciários.

Apesar do apelo de numerosos escritores, atores, cineastas e dirigentes pela libertação de Sentsov, o Kremlin limita-se a recordar a gravidade dos crimes de "terrorismo" do cineasta, que deve primeiro pedir um indulto para obtê-lo.

Em 2015, Sentsov foi condenado a 20 anos de prisão por "terrorismo" e "tráfico de armas", após um julgamento que a ONG Anistia Internacional qualificou de "stalinista".

Internacional