PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Dodge denuncia Temer por corrupção e lavagem de dinheiro

19/12/2018 22h17

São Paulo, 20 dez 2018 (AFP) - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou nesta quarta-feira o presidente Michel Temer por corrupção e lavagem de dinheiro no caso relacionado com irregularidades no setor portuário.

A denúncia é resultado de uma investigação sobre irregularidades em um decreto de maio de 2017 - quando Temer já era presidente - que teria beneficiado algumas empresas do setor portuário.

Temer teria recebido, por meio de quatro empresas, pagamentos indevidos do Grupo Rodrimar, principal beneficiário do decreto, segundo as investigações.

O responsável do grupo, Antonio Celso Grecco, também foi acusado, assim como o ex-assessor da presidência Rodrigo Rocha Lores.

No total, seis pessoas foram denunciadas no caso, no último dia antes do recesso de final de ano do Poder Judiciário.

Segundo as investigações, os valores desviados somam 32 milhões de reais, que a Procuradoria exige que sejam restituídos pelos acusados.

Esta é a terceira acusação apresentada contra Temer desde que assumiu a presidência, em agosto de 2016, no lugar de sua companheira de chapa, Dilma Rousseff, destituída pelo Congresso por manipular contas públicas.

As primeiras duas denúncias contra Temer foram barradas no Congresso e como seu mandato termina no dia 1º de janeiro, quando entregará a presidência a Jair Bolsonaro, o Legislativo não terá tempo para avaliar a nova denúncia.

Segundo comunicado do Ministério Público, Dodge pediu que a denúncia seja encaminhada à Justiça Federal de Brasília a partir de 1º de janeiro.

pr/jm/lr

Internacional