PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Novo vídeo traz de volta caso de mulher negra morta em prisão nos EUA

08/05/2019 15h58

Washington, 8 Mai 2019 (AFP) - A revelação de um vídeo sobre a prisão brutal de uma mulher negra em 2015 reacendeu os pedidos para esclarecer as circunstâncias de sua morte três dias depois em uma prisão no Texas (sul dos EUA).

A morte de Sandra Bland, de 28 anos, provocou indignação e despertou o debate sobre a violência policial contra a população negra nos Estados Unidos, filmou com seu telefone sua prisão por infringir uma regra de trânsito banal.

O vídeo, divulgado por uma emissora de televisão local, mostra um policial apontando uma pistola de choque, mandando que saia do carro e gritando: "vou te queimar, saia daí!".

"Tudo isso por esquecer uma luz de sinalização", responde ela ao sair do carro.

Outras gravações de vídeo foram feitas, pela polícia e por uma testemunha. Mas esta é a primeira vez que a cena é mostrada a partir da perspectiva da jovem.

Bland foi encontrada enforcada em 13 de julho de 2015 em sua cela no condado de Waller, no Texas.

Sua família rejeita a teoria do suicídio, observando que Sandra não tinha motivos para se matar porque estava feliz por começar um novo emprego.

A família de Bland recebeu uma indenização de 1,9 milhão de dólares num acordo com as autoridades, mas ninguém foi julgado por sua morte. O policial que a prendeu foi acusado em 2016 de falso testemunho, mas as acusações foram retiradas depois que ele deixou a polícia.

chp/la/llu7dg/mr/ll

Internacional