PUBLICIDADE
Topo

As grandes epidemias que já surgiram na China

Pesquisadores carregam caixa no Hospital Jinyintan, na China - Reuters
Pesquisadores carregam caixa no Hospital Jinyintan, na China Imagem: Reuters

Paris

22/01/2020 11h49

Várias epidemias virais importantes surgiram na China nas últimas décadas, como o novo coronavírus que apareceu em dezembro na cidade de Wuhan.

Veja um resumo dos casos:

2003: Sars

O vírus da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave) surge no final de 2002 no sul da China depois de ser transmitido por morcego, seu "reservatório natural", para o homem pelo civet asiático de palma, um mamífero selvagem que é vendido nos mercados do sul da China por causa de sua carne.

Esse "coronavírus" (vírus em forma de coroa) é terrivelmente contagioso e causa pneumonias agudas, às vezes fatais.

Desde 2003, causou uma verdadeira psicose na Ásia, principalmente na China, Hong Kong e Singapura.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou em 12 de março um alerta de saúde internacional.

A epidemia deixou 774 mortos, de um total de 8.096 pessoas afetadas em cerca de 30 países.

China e Hong Kong concentraram 80% das vítimas.

1997: gripe aviária A (H5N1)

A gripe aviária A (H5N1) matou pela primeira vez em Hong Kong em 1997 e fez seis vítimas fatais. Em seguida, reapareceu em 2003 no sudeste da Ásia, com um total de 282 mortes e 468 casos em 15 países (balanço da OMS para 2003-2009).

O vírus afeta aves, principalmente aves domésticas, e as infecções em seres humanos se devem ao contato direto com esses animais.

Portanto, não é possível falar de uma epidemia humana de gripe aviária, uma vez que a transmissão entre seres humanos foi mínima.

O medo é uma evolução do vírus para uma forma facilmente transmissível de homem para o homem.

1968: gripe de Hong Kong

Um novo vírus da gripe tipo A (um dos três tipos de gripe sazonal) se espalha desde julho de 1968 em Hong Kong, onde infecta meio milhão de pessoas, ou seja, 15% da população, antes de se espalhar para a Ásia e depois para os Estados Unidos e Europa.

Essa pandemia causou uma forte mobilização internacional, coordenada pela OMS.

O saldo dessa pandemia é estimado em um milhão de mortes (número citado pela agência dos Estados Unidos para vigilância e prevenção de doenças, CDC).

1957: gripe asiática

Os primeiros casos dessa gripe, também do tipo A, foram detectados em fevereiro de 1957 na província chinesa de Guizhou.

O vírus então se espalha por toda a China e por toda a Ásia e depois em todo o mundo, causando a pandemia mais importante desde a gripe espanhola de 1918, com um total estimado de 1,1 milhão de mortos (segundo o CDC).

Internacional