PUBLICIDADE
Topo

Procurador endurece acusações contra policial que asfixiou George Floyd

Manifestantes exibem cartazes contra o racismo em Nova York após a morte do segurança negro George Floyd em uma abordagem policial - Justin lane/Efe
Manifestantes exibem cartazes contra o racismo em Nova York após a morte do segurança negro George Floyd em uma abordagem policial Imagem: Justin lane/Efe

03/06/2020 17h11

O procurador que investiga a morte de George Floyd endureceu as acusações contra o policial que o asfixiou, o qual acusa de "homicídio sem premeditação", e irá processar também outros três agentes presentes, segundo documentos judiciais.

A família de Floyd comemorou a decisão em comunicado divulgado por seu advogado, Ben Crump: "Este é um passo importante no caminho da justiça."

O agente Derek Chauvin, que, na semana passada, foi acusado de homicidio culposo, também será processado por homicídio sem premeditação, acusação que se soma às já existentes e que significa penas mais severas.

Além disso, o procurador irá processar os outros três agentes que estavam no local, acusando-os de ajudar Chauvin. Eles serão acusados de ajudar e instigar um homicídio sem premeditação.

Internacional