PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Chile estende por mais 90 dias estado de exceção por pandemia

Iniciativa foi prorrogada até 15 de dezembro e inclui medidas como toque de recolher - Martin Bernetti/AFP
Iniciativa foi prorrogada até 15 de dezembro e inclui medidas como toque de recolher Imagem: Martin Bernetti/AFP

Da AFP, em Santiago (Chile)

11/09/2020 20h16

O Chile renovou hoje por mais três meses o "estado constitucional de exceção por catástrofe" devido à pandemia da covid-19, deixando nas mãos dos militares a ordem pública que estabelece um toque de recolher noturno, em vigor até 15 de dezembro.

O anúncio da prorrogação ocorreu no dia em que o país, com 18 milhões de habitantes, registrou 1.860 novos casos, aumentando o total para 430.335 desde março, enquanto ocorreram 69 mortes em um total de 11.850.

Esses números fazem parte de uma média que reflete alguma melhoria em comparação a dois meses atrás, com uma taxa de testes positivos de PCR de cerca de 4%, embora ainda haja um clima de fragilidade sanitária a nível nacional.

A medida de prorrogação do estado de exceção, em vigor desde 18 de março, se manterá durante o próximo plebiscito constitucional que acontece no dia 25 de outubro e também no primeiro aniversário da eclosão social de 18 de outubro.

O plebiscito definirá a mudança ou não da Constituição herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

A consulta é considerada um passo fundamental para reduzir a grave crise social que o Chile atravessa desde as manifestações sociais de outubro que sacudiu Santiago e outras cidades antes que a pandemia surgisse em março.

Coronavírus