PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Polícia do Chile treina cachorros para identificarem covid-19 em humanos

Por conta de sua capacidade olfativa, os cães seriam capazes de identificar infectados logo nos estágios iniciais da doença - Marcelo Hernández/Getty Images
Por conta de sua capacidade olfativa, os cães seriam capazes de identificar infectados logo nos estágios iniciais da doença Imagem: Marcelo Hernández/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/07/2020 17h55Atualizada em 22/07/2020 19h13

A Polícia do Chile, em parceria com a Universidade Católica, está trabalhando em um projeto de treinamento de labradores e golden retrievers para ensiná-los a identificar o "cheiro" da covid-19 em humanos, segundo contou o professor e médico veterinário Fernando Mardones à CNN em espanhol.

O novo coronavírus não tem um odor específico — mas o suor das pessoas infectadas por ele sim, e os cachorros podem aprender a detectar essa diferença.

"Os cães selecionados [para o treinamento] trabalham há anos identificando drogas, explosivos e todo tipo de coisa. Para eles, é simples aprender a identificar um novo cheiro", explicou Mardones.

O processo funciona assim: uma gaze é colocada na axila de uma pessoa infectada pelo coronavírus (e que está nos estágios iniciais da doença) por cerca de 15 minutos. Essa amostra, então, é armazenada e posteriormente utilizada para treinar os cães, contou o professor.

Os "biodetectores", como os cachorros são chamados pela polícia chilena, devem ser treinados até meados de setembro e enviados para locais onde há alta concentração de pessoas, como shoppings, centros esportivos, terminais de ônibus e aeroportos, por exemplo.

"Um cão pode cheirar cerca de 250 pessoas em uma hora. Sua capacidade olfativa é tão grande que eles conseguiriam identificar a doença logo em seus estágios iniciais. Isso significa que até uma pessoa assintomática pode ser detectada", disse Julio Santelices, da polícia chilena, à CNN.

Ainda segundo a polícia, eles estão sendo ensinados a sentar ao lado dos infectados já identificados em vez de "agarrarem-no" — como normalmente fazem com drogas, por exemplo. Os cachorros podem levar de duas semanas a dois meses para completarem o treinamento.

Cães policiais - Chile - Marcelo Hernández/Getty Images - Marcelo Hernández/Getty Images
Imagem: Marcelo Hernández/Getty Images

Coronavírus