PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Alemanha supera um milhão de infectados pelo novo coronavírus

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante anúncio de novas restrições para conter o coronavírus; mais de um milhão de casos - Fabrizio Bensch/POOL/AFP
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante anúncio de novas restrições para conter o coronavírus; mais de um milhão de casos Imagem: Fabrizio Bensch/POOL/AFP

27/11/2020 06h02

A Alemanha superou hoje a marca de um milhão de infectados desde o início da pandemia do novo coronavírus, anunciou o instituto de vigilância sanitária Robert Koch.

Considerado um dos modelos na Europa por sua gestão da pandemia, a Alemanha foi afetada em cheio pela segunda onda. O país registra um balanço de 1.006.394 infectados oficialmente declarados (+22.806 em 24 horas) e 15.586 mortes, incluindo 426 nas últimas 24 horas, segundo o instituto.

O estado-região da Renânia do Norte Westfalia, o mais populoso da Alemanha, é o mais afetado dos 'Länder' com mais de 250 mil casos, à frente da Baviera, com quase 198 mil infectados, e de Bade-Wurtemberg (quase 143 mil). Em Berlim foram registrados cerca de 62 mil casos desde o início da pandemia de covid-19.

A Alemanha vai prolongar até o início de janeiro as restrições decretadas para lutar contra a pandemia de covid-19, como o fechamento de bares e restaurantes e a limitação de participantes em reuniões privadas, anunciou na quarta-feira a chanceler Angela Merkel.

"Ainda temos que fazer esforços (...) o número diário de infecções ainda é muito alto", disse a chefe de Governo após sete horas de discussões com os líderes dos 16 estados regionais da Alemanha.

As restrições estabelecidas em uma reunião anterior devem prosseguir "até o início de janeiro, exceto se acontecer uma diminuição inesperada da taxa de infecção, o que neste momento parece improvável", explicou Merkel.

Bares, restaurantes, centros culturais e esportivos terão que permanecer fechados por mais um mês. As estações de esqui também permanecerão fechados e o acesso aos mercados será limitado de acordo com a região.

Coronavírus