PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

ONGs pedem US$ 5,5 bi a líderes mundiais para salvar 34 milhões de pessoas da fome

No fim de 2020, a ONU anunciou que 270 milhões de pessoas no mundo passavam fome ou estavam perto de não ter o suficiente para comer - iStock
No fim de 2020, a ONU anunciou que 270 milhões de pessoas no mundo passavam fome ou estavam perto de não ter o suficiente para comer Imagem: iStock

Em Genebra

20/04/2021 06h50

Quase 260 ONGs pediram aos líderes mundiais que destinem os US$ 5,5 bilhões solicitados pelas agências da ONU para salvar 34 milhões de pessoas da fome em 2021, em uma carta aberta publicada hoje.

"Pedimos que entreguem os 5,5 bilhões de dólares de fundos suplementares reclamados para levar ajuda urgente a mais de 34 milhões de meninos e meninas, de homens e mulheres em todo o mundo, que estão a um passo da fome", afirma a carta assinada por ONGs do mundo inteiro.

A mobilização respalda o apelo do PMA (Programa Mundial de Alimentos) e da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), que solicitaram o fundo adicional para o ano de 2021.

De acordo com as organizações, bastaria dedicar o equivalente a 26 horas do gasto militar mundial para arrecadar a quantia.

Até o momento foram registradas promessas de contribuição que alcançam apenas 5% dos US$ 7,8 bilhões solicitados para 2021 pela ONU para garantir a segurança alimentar, destacam os signatários.

No fim de 2020, a ONU anunciou que 270 milhões de pessoas no mundo passavam fome ou estavam perto de não ter o suficiente para comer.

Um total de 174 milhões de pessoas em 58 países correm o risco de morrer por desnutrição ou falta de alimentos "e o número aumentará nos próximos meses se nada for feito", denunciaram as ONGs.

Internacional