PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

China cancela voos e fecha escolas por foco de covid-19 vinculado a grupo de turistas

22.jan.2021 - Pessoas formam uma enorme fila para fazerem teste de detecção do coronavírus, em Pequim (China) - Greg Baker/AFP
22.jan.2021 - Pessoas formam uma enorme fila para fazerem teste de detecção do coronavírus, em Pequim (China) Imagem: Greg Baker/AFP

Da AFP

21/10/2021 06h20Atualizada em 21/10/2021 07h55

As autoridades da China cancelaram centenas de voos, fecharam escolas e iniciaram uma grande campanha de testes para conter um novo foco de covid-19 vinculado a um grupo de turistas.

A origem do foco está ligada a um casal de idosos que viajava com um grupo de turismo. Eles iniciaram o deslocamento em Xangai, antes de voar para Xi'an (centro) e as províncias de Gansu e Mongólia Interior (norte).

Desde então foram detectados dezenas de casos vinculados, com contatos próximos em pelo menos cinco províncias e regiões, incluindo a capital Pequim.

Nesta quinta-feira, a Comissão Nacional de Saúde da China notificou 13 novos contágios locais.

Na severa estratégia anticovid da China que tem o objetivo de eliminar todos os casos, as autoridades das áreas afetadas adotaram testes em larga escala, fecharam locais turísticos, escolas e áreas de entretenimento e ordenaram confinamentos em alguns complexos residenciais.

Em algumas localidades como a cidade de Lanzhou, capital de Gansu, com quatro milhões de habitantes, as autoridades pediram aos moradores que não saiam de caso se não for necessário. E em caso de necessidade, apenas com teste negativo de covid-19.

Os aeroportos nas regiões afetadas cancelaram dezenas de voos, segundo o site VariFlight. Quase 60% dos voos para os principais aeroportos de Xi'an e Lanzhou foram suspensos.

Coronavírus