Conteúdo publicado há 4 meses

'Estamos lutando contra animais e agindo de acordo', diz ministro da Defesa de Israel

O ministro israelense da Defesa, Yoav Gallant, ordenou nesta segunda-feira (9) um "cerco total" à Faixa de Gaza, no terceiro dia de combates após o lançamento de uma ofensiva militar do grupo palestino Hamas, a partir do enclave.

"Estamos impondo um cerco total à Gaza. Nem eletricidade, nem comida, nem água, nem gás, tudo bloqueado", disse Gallant em um vídeo, referindo-se à população desse território palestino, habitado por 2,3 milhões de pessoas.

"Estamos lutando contra animais e agimos em conformidade", acrescentou Gallant.

Mais de 700 israelenses perderam a vida no sul de Israel desde o lançamento, no sábado, da ofensiva do Hamas, que conseguiu infiltrar centenas de milicianos por terra, mar e ar.

No primeiro dia, os islamitas mataram até 250 pessoas que participavam de um festival de música perto do enclave, segundo a ONG Zaka, que ajudou nas operações de recuperação dos corpos.

Na Faixa de Gaza, os bombardeios israelenses mataram pelo menos 493 palestinos, de acordo com o último balanço das autoridades locais.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes